Vídeo expõe dúvidas sobre a viabilidade da Avianca

0

Há cerca de uma semana atrás, escrevi um longo post comparando a situação da Avianca Holdings com a Avianca Brasil e traçando um quadro histórico das duas empresas e seus respectivos programas de milhas (clique aqui para acessar).

Ao final do post, minha recomendação foi que, para quem tivesse uma quantidade robusta de milhas no Lifemiles e com planejamento de viagem, que usasse as milhas do programa. Para os demais que não têm tantas milhas assim e nenhuma perspectiva de uso no curto e médio prazo, que é o meu caso específico, eu esperaria um pouco.

Minha perspectiva mudou hoje com a notícia dada pelo site Aeroin em que há um vídeo de um dos CEOs da Avianca Holdings, Roberto Kriete, declarando, com as palavras mais claras possíveis, que a empresa está quebrada.

No vídeo, ele admite que os fornecedores e lessores não estão sendo pagos. Além disso, também disse que os atuais administradores têm um tempo muito limitado para implementar as mudanças necessárias para levantar a empresa.

Entretanto, poucas horas depois da divulgação do vídeo, a Avianca soltou o seguinte comunicado:

Eu não pretendo tomar nenhuma medida imediata e afoita no sentido de usar minhas milhas indiscriminadamente inventando viagens para não sofrer prejuízos.

Mas, nos próximos dois, três meses, tentarei acompanhar de perto o desenrolar das negociações.

De qualquer modo, simultaneamente, vou procurar encontrar meios de minorar meus eventuais prejuízos, tentando emitir alguma coisa que realmente valha a pena, ainda que eu tenha que completar o saldo da minha conta.

No momento, só há uma emissão imediata que eu faria: a first da Lufthansa para a América do Sul. Além da disponibilidade estar péssima, seria uma oportunidade de aproveitar o serviço excepcional que a companhia alemã oferece.

Seria um fecho de ouro, caso realmente o Lifemiles / Avianca Holdings não consigam se reerguer nos próximos 120 dias.

Quais são os planos de vocês diante desse novo capítulo?